sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Pés cansados de fugir. (parte 5; final)


A chuva passou e aqui ainda estou com frio, com sono, e saudade...
Não queria voltar, não acho certo desistir logo agora, mas penso que é o melhor a fazer no momento. As pessoas estão a me procurar, estão preocupadas, e não é certo fazer sofrer a quem nos ama!
Caminhar durante esse período, e por todos esses lugares, me fez perceber que eu posso lutar contra tudo, que é possível viver só, percebi também, o quanto que as pessoas podem sentir minha falta e outras não, e que eu posso controlar meus pensamentos, sentimentos, ausências e continuar de pé mesmo assim.
            E agora ao voltar para casa, sigo a cantar uma canção que gosto muito, e que descreve tal momento; Vou cantar alto para que vocês ouçam: “Fiz mais do que posso, vi mais do que agüento, e a areia dos meus olhos é a mesma que acolheu minhas pegadas... Depois de tanto caminhar, depois de quase desistir, os mesmos pés cansados voltam pra você.
          Eu lutei contra tudo, eu fugi do que era seguro, descobri que é possível viver só, mas num mundo sem verdade. (...) Meus pés cansados de lutar meus pés cansados de fugir os mesmos pés cansados voltam pra você.
Agora sim Voltei!

bjs.
Nayran Mendes!!

2 comentários:

Marlon Henrique disse...

Adorei acompanhar todas as partes dessa história :)

Um beijo nessa bochecha risonha

=**

Nayran disse...

oww meu lindo Obrigadaa :)
bjim p vc tbm :**