quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Sai de mim



Uma tristeza que não tem fim, que não sai de mim
Não posso viver assim, tudo estava tão lindo enfim...
Ô tristeza que não quer mais acabar, em vão eu fico a chorar
A alegria sumiu e parece que não quer voltar.
Mas será que tamanha tristeza vai pra sempre ficar, e pra longe nunca mais irá?
Oh céus, me ajuda a alegria reencontrar, não quero mais assim ficar.
É sempre assim, quando a felicidade faz morada, a tristeza fica desesperada, e vem apressada procurar o seu lugar enfim.
Oh tristeza danada!
Sua chata, malvada procura outra aliada e sai de mim.

Nayran Mendes.

(Texto Registrado. Mencione minha autoria)

2 comentários:

Carmen Alineri disse...

oii; adoreii seu blog (:

estou seguindo;

dá uma passadinha no meu depois (:

beijos mil ♥

http://uzeabuze.blogspot.com

Nayran Mendes ツ disse...

obrigada querida :)
seu blog tbm é lindo
bjinho