terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Eu, ele e ela


Eu... (sem mais).
Ele é lindo.
Ela é demais.
Ele carrega nos olhos o brilho de todas as estrelas.
Ela é o brilho propriamente dito.
Ele ilumina os meus dias.
Ela ilumina o de todos.
Ele é tudo que eu simplesmente preciso ter.
E ela... Ela é simplesmente tudo, não precisa ter ninguém...
Ele ocupa um espaço em meu coração, e ela também.
Sem ele não sei viver, e sem ela eu creio que também não.
Ela é a única que sempre estará entre nós e de sua presença eu faço questão.
Eu adoro esses dois! São plenos em perfeição.
“Quem é ele então?”
Ele é aquele que suscita em seus olhos ela.
E ela é a lua, mui bela, que por nós vela.


Bjos,
Nayran Mendes...
(Texto Registrado. Mencione minha autoria)

2 comentários:

Anônimo disse...

Suas poesias são tocantes.
Impressiona a maneira como singra os mares dos sentimentos como um pirata, falto em remorso.

Anônimo disse...

Ó criança dos labios de mel, que saudades me fazes. bjs