quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Desolado


  
Olhando pela janela procuro entender o que se passa em meu ser.
O vento sopra leve e o arrepio na pele lembra o toque das tuas mãos.
A lua no céu ilumina o que escuro estava, invadindo e transpassando a alma.
Ao lado júpiter e sua constelação cintilando transmitem o que pulsa no coração.
O coração já apertado fala baixinho, e é sufocado pela razão...
Faltou o ar, faltou o chão, faltou falar mais alto a voz do coração.



Nayran Mendes
 (Texto Registrado. Mencione minha autoria)  

Um comentário:

Anônimo disse...

Adorei gata!!! gostaria de ser a inspiração para seus pensamento, se ainda não o sou!!

Diego:-))