terça-feira, 12 de abril de 2011

Teu


O céu escureceu, e tudo se fez breu... A sós, tu e eu... Teus braços a deslizar no corpo meu, e o comprido dos teus cabelos a se confundir aos meus...
Amanheceu!
 Então os “cachos” dourados do sol, que tanto se assemelham aos teus invadem a janela do quarto meu, me fazendo querer sonhar, e mais uma vez voltar aos braços teus.





Bjos, 
Nayran Mendes.

Nenhum comentário: