quarta-feira, 24 de julho de 2013

O silêncio


E lá do alto ela imaginava como seria viver nesse mundo desconhecido
Num mundo de ilusões, gente vazia, indiferente, de gente que não é o que parece que é...
No peito uma angustia e muitos questionamentos.
Seria esse o momento?
Seria esse o lugar?
Mas ali era exatamente onde ela queria estar, mas faltava-lhe algo... Algo que nem ela mesma sabia...
Na verdade sabia! Ela sabia exatamente o quê, mas preferia se conter sufocar no mais profundo do ser... Do que adiantaria dizer?
No alto continuou em silêncio, seu olhar disse mais, mas ele não ouviu.

Nayran Mendes.
(Texto Registrado. Mencione minha autoria)

(Texto Registrado. Mencione minha autoria)altima

2 comentários:

Télio disse...

ma poesia encantadora, querida amiga Poeta. Parabéns. Amei. Tenha uma noite de paz. Beijos.PS - Ficaria lisonjeado, se você lesse minha poesia intitulada SENHORINHA, postada no dia 21 de Julho. Desde já, lhe agradeço.

André A Gomes disse...

Gostei! As vezes devemos ao menos tentar uma diferente maneira falar, interagir, para melhor fluir o diálogo.